Soncent

Soncent

terça-feira, 9 de outubro de 2007

Grito no escuro II

Um destes dias, encho Soncent de comentários.

8 comentários:

MÁRIO V. ALMEIDA disse...

Compreendo-te, Eileen. A espuma das ondas é muitas vezes mais reconfortante que a água do mar.

Eileen disse...

Sim, Mário. O filme Chicago explica isso numa canção da Roxy Hart. Viste?

Tiago Leão disse...

00:44 em Yerushaláyim. Última página do teu livro. Agora fico-me com a Madame Bovary e os Contos do Gin-Tonic. Tu, Flaubert e Mário-Henrique Leiria!? Mas, voltando a Eileenístico: bom, muito bom! Tens contos realmente apetecíveis. Provavelmente, mas nem sempre, onde há mais Eileen. Para mim, ainda falta Cabo Verde mas, essas e outras coisas, havemos de discutir futuramente. Parabéns.

Eileen disse...

Obrigada, Tiago, por partilhares isso comigo, ainda mais de tão longe, quando podias simplesmente ter apagado a luz de cebeceira. Fico à espera das nossas futuras discussões... Abraço!

MÁRIO V. ALMEIDA disse...

Não mas lembro-me de um filme «sexy» de Alberto Cuarón, em que essa ideia ficou bem patente na expressão de uma das personagens. O filme chamava-se "Y tu mamá también" (2001)

Eileen disse...

Tb vi, tb vi... Mas a ideia que queria passar era outra... mas não faz mal, morreu.

karine disse...

olá Eileen. Gosto muito da tua escrita . já nos vimos algumas vezes mas não te deves lenmbrar... na tertulia na kasa bela, numa viagem s vicente-praia depois do carnaval no ano passado...
Além de gostar da tua escrita achei muia piada seres namorada de um grande amigo meu- tomei conhecimento pelo blog!Mil beijinhos e sucessos a escrever!!!

Eileen disse...

Muito obrigada, Karine. Se fores escurinha, sei quem és. Se não fores, não sei. hahaha Espero poder ver-te em CV quando eu voltar. Beijinhos!