Soncent

Soncent

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

Atrás da parede

Atrás da parede
Bem ao lado
Bate o teu coração
E deste lado, bate o meu

Numa dança,
Numa trança
Na mesma música

Três minutos de música.
Na nota mais alta voar,
Na mais baixa flutuar
Na voz límpida encontrar

Um regresso, outra partida
Um sorriso, outra despedida

E atrás da parede
Tão longe,
Tão perto

Bate o teu coração.

E ouves,
De certeza
A mesma música

E já em comum
Temos a batida
O bit
“Tum tum”

Da precursão
E do coração

1 comentário:

Tiago disse...

3 minutos. Tum-tum! Tu do outro lado das coisas. A música vermelha de trinta e três. E 29 segundos. Tu. Tão menina, tão redonda. De pés fincados no chão na terra mátria de outrora. Gorda, mimosa, gritas. Como diz a poeta: vacuda. Olhas, escreves e vomitas de tempos a tempos o que o corpo te não resolve. Depois, dormes nas sombras dos frutos. Tum-tum! E agora impera o silêncio.