Soncent

Soncent

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Conversa para ganhar fôlego

Ontem acordei às seis da manhã, calcei as minhas sapatilhas e saí. A primeira coisa que senti foi o cheiro. Cheiro de maresia, um odor doce, uma emanação quente que parece vir das águas calminhas na Avenida Marginal. Há alturas do ano em que se sente este cheiro de manhãzinha e nos sentimos compensados por termos abandonado a cama.

Fui andando pelas ruas povoadas por andadeiros como eu e táxis, até ao Monte-de-centro-de-meteorologia-hoje-convertido-em-parque-de-caminhadas. Eram seis e meia da manhã, o dia já estava claro e a vista, mais do que as rampas, tira o fôlego a qualquer um.

É que de cada ponto dos diferentes percursos, olhamos para o longe e o orgulho de vivermos cá desponta: é o Monte Verde, imponente e orgulhoso do seu nome, agora que choveu, com o sol atrás, parecendo uma montagem de um filme sobre religião;

São os montes que ficam na estrada para o aeroporto, duas mamas desenhadas contra o céu azul, com uma planície de acácias bem verdes fazendo de soutien decotado;

Mais para a esquerda, Monte de Sossego coroado pelo declive morno do Monte de São João, todo ele terra vermelha e ruínas;

É a nossa baía, a essa hora com uma água tão cinzenta e parada que parecia uma colcha prateada ali estendida, com barcos e iates de enfeite;

Era a própria Avenida Marginal, mais o Fortim no alto e as casas de quem pode, bem pintadas, mais os edifícios coloniais, tão românticos nas suas telhas vermelhas e simetria de gémeos verdadeiros.

E lá, no alcatrão do parque, uma senhora de bengala, subindo e descendo as rampas corajosamente agarrada à vida e sorrindo à minha cadela desaurida e saltitante.

4 comentários:

Dudão disse...

Ah rotxinha d zau, ah sel ta tra gent folg.... tenho umas fotos k fiz ali, ao por do sol.

cristal disse...

Não posso deixar de agradecer a partilha deste passeio matinal. Consegui recuperar da memória os aromas, as cores e todas as formas porque os escreves tão bem e eu os continuo vivendo na saudade. Abraço

Eileen disse...

Ah, bo que bo corpim de ginásio, na mesma el ta trób folego?? heheh Obrigada pa ques fotos.

Obrigada também, Cristal, fico toda contente se alguém se consegue identificar com a minha ilha assim, só com palavras!

dudão disse...

posta um foto dakex foto...