Soncent

Soncent

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Um outro país cá dentro

Fui hoje visitar um sítio de Soncent onde creio que muita pouca gente cá já entrou, e que sempre me despertou a curiosidade - a Cabnave. Senti que era um outro país dentro do Mindelo. Porque se passa por uma cancela com autorização do guarda, porque o edifício é meio misterioso e o jardim, desenvolvido demais para o que estamos habituados.


Há lá várias oficinas, armazéns enormes cheios de maquinaria pesada de onde saem não só peças para barcos, mas também para empresas do resto do país. "É como um hospital", disse-se o meu amigo - "Um buldonhe tenta fazer o que pode. Quando se enrasca, vem à Cabnave!"


Lá fora, barcos no berço e outros apenas atracados, alguns nacionais, outros chineses, que por aí desfilam sem t-shirt. Parece que se entendem uns aos outros com gestos e desenhos na areia.


Dentro do edifício da administração, os telefones ainda são os pretos maciços que marcam os números com uma roda de fibra de vidro. E já estão a montar a árvore de Natal!, que calhou ser a primeira que vi este ano.
Vale à pena uma visita!

4 comentários:

jimbaláya disse...

oh ninha,
bo tem tcheu k conché..

creditá ke tem tcheu "CV cá dentro"..

MÁRIO V. ALMEIDA disse...

Olha que guião tens aí, Eileen! Regista-o na SOCA antes que alguem facture ás tuas custas.See?

Eileen disse...

Jimnaláya, un ta que oi abert pa conchê... heheheh

Achas mesmo, Mário? Aceitas ser o realizador? bijins!

MÁRIO V. ALMEIDA disse...

Com o maior prazer, Eileen.
bijons!