Soncent

Soncent

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Há lugares assim

Mais do que um lugar assim, existe um certo espírito, um humor desaguado numa cor baça, nem é preto e branco nem é cor, cobalto, cobre, cortiça, assim. Uma paisagem-poema, uma melancolia sempre fina, às vezes, um nó na garganta, um rato no estômago, um ardor nos olhos. Não choro, não esbracejo, não canto, vivo mas não muito. E a brisa, simpática, afasta-me o cabelo da testa e espalha os meus suores. Hoje não salto as horas, hoje rastejo pelo dia, com sorte arrumo ao meio-dia, com fé arribo à meia-noite e o pior terá passado e a madrugada virá de branco. Mas não há cores, então o branco mal se distingue entre os tons que hoje me cobrem de película a pupila, juntas, feito unha e cutícula.

3 comentários:

Arsénio disse...

Esse foto ta lembram na ilha da Boavista a noite.
Mim tive lá e olhe que eu gostei.

Anónimo disse...

E há paisagens assim:

"Atravessa esta paisagem o meu sonho dum porto infinito
E a cor das flores é transparente de as velas de grandes navios
Que largam do cais arrastando nas águas por sombra
Os vultos ao sol daquelas árvores antigas...

O porto que sonho é sombrio e pálido
E esta paisagem é cheia de sol deste lado...
Mas no meu espírito o sol deste dia é porto sombrio
E os navios que saem do porto são estas árvores ao sol...

Liberto em duplo, abandonei-me da paisagem abaixo...
O vulto do cais é a estrada nítida e calma
Que se levanta e se ergue como um muro,
E os navios passam por dentro dos troncos das árvores
Com uma horizontalidade vertical,
E deixam cair amarras na água pelas folhas uma a uma dentro...

Não sei quem me sonho...
Súbito toda a água do mar do porto é transparente
E vejo no fundo, como uma estampa enorme que lá estivesse
desdobrada,
Esta paisagem toda, renque de árvore, estrada a arder em aquele
porto,
E a sombra duma nau mais antiga que o porto que passa
Entre o meu sonho do porto e o meu ver esta paisagem
E chega ao pé de mim, e entra por mim dentro,
E passa para o outro lado da minha alma...

(Fernando Pessoa, "Cancioneiro")

a) RB

Eileen disse...

É Boa Vista, Arsénio...

RB, és um embaixador do Fernando Pessoa, certo?