Soncent

Soncent

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Fábula da toca

Era uma vez um leão e uma macaca. Eles encontraram-se uma vez na selva e o leão gostou da macaca. Pouco tempo depois desse primeiro encontro, o leão levou a macaca para ir viver com ele, numa toca espaçosa.

A macaca gostou muito da toca e começou a trabalhar para torná-la mais bonita e confortável. Trabalhava nela todos os dias. Às vezes o leão chegava da selva, dava uns rugidos, desarrumava a toca, deixava restos de sangue pelas paredes. A macaca ficava triste: sentia que a toca era dos dois, por isso, os dois deveriam tomar conta da toca. Lá ia ela, arrumar e limpar as coisas outra vez. Depois de ter desarrumado a toca, o leão arrependia-se e ficava amuado, com uma carinha de quem sabe que agiu mal mas não está à vontade para o encarar.

Quando a macaca tentava falar com o leão sobre as desarrumações, o leão dizia-lhe logo, rugindo com força: Se quiseres, podes sair da toca! Mas a macaquinha não queria sair da toca. Só queria que o leão também tomasse conta dela… respondia-lhe, quase chorando: Mas a toca é de nós os dois… porque é que também não tomas conta dela? O leão respondia-lhe: Porque tenho que ir caçar… e a toca está muito bem tal como está… já antes havia uma cabrita cá na toca e ela dizia a mesma coisa que tu…



O que é que aconteceria se a macaca decidisse rugir também? A macaca não consegue rugir? O leão aceitaria o rugido ou eles se separariam? Os leões choram? Os leões vivem em tocas? As macacas também não…

(Um achado de 2005)
 

3 comentários:

Anónimo disse...

Acho que a macaca não deve perder tempo em chorar ou rugir mas deve contratar full time um eficiente e bonito gato persa(pago pelo leão) para limpar a porcaria atrás deste.
bjin, Dominika

Sofia Fonseca disse...

Esta terra está cheia de leōes e macacas!
E às vezes pintam as casas com o próprio sangue das companheiras.

Eileen disse...

Ora aí está, Domi. Beijo!
Tens razao, Sofia, parece que o texto está mais actual que nunca.