Soncent

Soncent

terça-feira, 14 de fevereiro de 2006

Um assassínio a dois V - Conto inédito

Ela, que agora tem um cá em Portugal. Insisti que não via o que é que havia de mal, ela disse que isso, só na minha cabeça, porque ela nunca teria o descaramento de convidar um amigo que tivesse namorada para ir ao cinema.

Foi uma conversa típica de mulheres com hormonas às voltas, mas não cedi, e disse-lhe que não concordava nada com o ponto de vista dela. Mas vim para casa muito incomodada. Ansiosa por falar com o Victor sobre isso, saber como é que isso tinha acontecido.

Ele telefonou-me no dia seguinte a perguntar-me o que se tinha passado. Passou pela minha casa e falámos um bocado sobre isso. Disse-me que o irmão da Cristina tinha já espalhado o assunto pelos cabo-verdianos. Que tinha sido a Maria João, uma cabo-verdiana trintona cá de Faro, que tinha ido contar coisas à Cristina.

1 comentário:

Nadia disse...

Eu, sendo uma das primeiras a saber das tuas historias (espero), sei como isto vai acabar. Mas tu, com todo este "suspense", ate eu estou curiosa (mesmo sabendo o fim)!