Soncent

Soncent

terça-feira, 7 de abril de 2009

Confissão

“Un crê dzeb djgá pra li e djgá pra lá, un ta q raiva de bô misturód que atracção pa bô, às vez un crê pa bô bá e ots, pa bô fcá. Grinhassim un crê bejob, na moment seguint nha vontade ê mordeb.


Tont ta dam pa intchib de carinho como pa runhób. Un tem graça de oiob mas cond bô ta parcê, un ta crê pa bô desaparcê. Se bô ta bai dvera, ta dám raiva. Se bô fcá, ta dam nerve.”


(Junho 2004)



(Quero dizer-te chega aqui e chega para lá, tou com raiva de ti misturada com atracção por ti, às vezes quero que te vás, noutras, que fiques. Agora quero beijar-te, no momento seguinte a minha vontade é de morder-te.


Tanto me dá para te encher de carinho como para te arranhar. Tenho vontade de te ver mas quando apareces, quero que te vás. Se de facto te vais, dá-me raiva. Se ficas, dá-me nervos.)

4 comentários:

Anónimo disse...

Fucken's!!!
Decidi ohm!

Eileen disse...

Nera?

Dundu disse...

Bon e ka ten ke desidi.

Eugénio Tavares ja tinha dzide:
- Si ka badu ka ta biradu

Eileen disse...

Desidi? Un ca entendê.